Rio24Horas

Rio24horas@gmail.com

  • Blogs Parceiros



  • Parceiros



Traficantes nas ruas

Posted by victorsxavier em abril 15, 2009

traficantes-saem-para-trabalhar-e-nao-voltam

Facão e Matemático saem para trabalhar, beneficiados pela lei, mas não voltam à prisão

Dois dos criminosos mais perigosos do Rio estão de volta às ruas. Ambos ganharam na Justiça o direito do ‘trabalho extra-muros’. Desde que saiu para trabalhar, anteontem, o número 2 na hierarquia da facção Terceiro Comando Puro (TCP), Nei da Conceição Cruz, o Facão, não apareceu mais no Instituto Penal Cândido Mendes, no Centro. Ontem foi a vez de Márcio José Sabino Pereira, o Matemático,número 1 da quadrilha, sair para o batente e não retornar à cadeia.

O benefício — concedido pela Vara de Execuções Penais (VEP) — deu aos traficantes o direito de deixar a prisão antes do tempo a que foram condenados. Facão, que controla o Morro do Timbau e a Baixa do Sapateiro, na Maré, foi preso em dezembro de 2003, tem 14 anotações em sua ficha criminal e quatro condenações que, somadas, chegam a 14 anos e oito meses. Já Matemático, que controla as favelas de Senador Camará, foi capturado em agosto de 2004. Ele possui 13 anotações e duas condenações, que chegam a 12 anos.

acao-caca-bandidos-do-tcp
Ambos foram transferidos da Penitenciária Plácido de Sá Carvalho, no Complexo de Gericinó, na quinta-feira. Facão ganhou o direito dizendo que trabalharia como auxiliar administrativo na ADG Comércio de Metais e Ferragens Ltda., que funciona dentro do Timbau. Já Matemático tinha uma carta de emprego da Organização Funerária Água Branca, em Realengo.

“Eles realmente não retornaram e já são considerados foragidos, uma vez que não cumpriram o acordo do benefício que lhes foi dado pela Justiça”, disse a diretora da unidade prisional, Maria Rosa Loduca.

Adolescente morre em ação na Maré

Para localizar Facão, PMs foram à Maré, mas a operação acabou em tragédia: Felipe dos Santos Correia de Lima, 17 anos, morreu com tiro na cabeça. Segundo moradores, ele não era ligado ao tráfico. PMs alegaram que foram atacados e que não revidaram. Em protesto, 70 pessoas fecharam a Linha Vermelha nos dois sentidos, jogando pedras nos veículos. Dez minutos depois, a comitiva do presidente Lula passou pela via, mas a manisfestação já havia sido dispersada pela PM.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: