Rio24Horas

Rio24horas@gmail.com

  • Blogs Parceiros



  • Parceiros



Polícia faz operação na Favela Vila Vintém

Posted by victorsxavier em maio 5, 2009

core-na-vintem1

operacao-na-vila-vintem

Cerca de 80 policiais civis realizam desde o início da manhã desta terça-feira uma operação na Favela Vila Vintém, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio. Pelo menos um homem, que de acordo com a polícia seria traficante, morreu. Duas pessoas foram presas com cerca de 30 quilos de cocaína, um fuzil e um revólver na ação. O objetivo da ação é estourar um paiol de armas.

Houve uma troca de tiros no local, e parte do comércio ficou fechado. As escolas da região, no entanto, estão abertas. Participam da ação policiais da Delegacia de Repressão a Armas e Drogas (Drae) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Um helicóptero da polícia civil e carros blindados dão apoio à operação policial.

Berço do samba da Escola Mocidade Independente de Padre Miguel, a Vila Vintém tem sido palco freqüente de ações violentas. Na sexta-feira, um ataque de bandidos da região aos policiais do Batalhão de Vias Especiais (BPVE) terminou com um policial morto e outro ferido. Os policiais foram atacados por bandidos armados de fuzis , no Posto Vagão, na pista de descida da Avenida Brasil, em Realengo. O cabo Sandro José da Silva, de 36 anos, e o soldado Dutra, foram levados ao Hospital Albert Schweitzer, no mesmo bairro, mas o cabo não resistiu aos ferimentos e morreu. A polícia desconfia que os assassinos sejam da favela Vila Vintém.

Um dia antes, uma menina de três anos morreu depois de ser atingida com um tiro nas costas durante uma operação policial na Favela Nova Aliança, em Bangu, também na Zona Oeste da cidade. Moradores da comunidade acusam um policial de ter feito o disparo que matou Yasmim Kelly Barbosa da Silva. Revoltados, os moradores tentaram fechar a Estrada do Engenho em protesto contra a morte, mas foram impedidos pelos policiais.

No mês passado, traficantes da Vila Vintém foram acusados de torturar e matar um policial militar do Batalhão do Leblon. De acordo com as investigações, Wesley Batista foi sequestrado por bandidos em posto de gasolina perto da favela. Ele teria sido torturado por cinco horas e depois morto. O corpo dele foi encontrado nas proximidades de uma praça em Bangu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: