Rio24Horas

Rio24horas@gmail.com

  • Blogs Parceiros



  • Parceiros



O Dossiê Completo sobre o Complexo do Alemão

Posted by victorsxavier em dezembro 2, 2010

Nessa reportagem exclusiva, vamos mostrar os detalhes, que nas grandes mídias, quase não aparecem, devido a uma cobertura mais específica.

Vista de satélite do Complexo do Alemão


O QUE É O COMPLEXO DO ALEMÃO

O Complexo do Alemão é um complexo de favelas da Zona Norte do Rio de Janeiro, constituído por um conjunto de 13 favelas, estando entre elas, algumas das mais violentas da cidade.

Vista periférica do Conjunto (complexo) de favelas e bairros Adjacentes ao Morro do Alemão.

 

LOCALIZAÇÃO

Seu núcleo é o Morro do Alemão, e poucos moradores da cidade sabem que se trata de um bairro oficial, sendo parte de sua área muitas vezes tratada como parte dos bairros vizinhos: Ramos, Penha, Olaria, Inhaúma e Bonsucesso.

O bairro foi construído sobre a serra da Misericórdia, uma formação geológica de morros e nascentes, quase toda destruída pela construção do Complexo. Restam poucas áreas verdes na região, apesar dos esforços de preservação empreendidos por determinadas organizações atualmente.

HISTÓRIA

Na década de 1920, o imigrante polonês Leonard Kaczmarkiewicz adquiriu terras na serra da Misericórdia, uma região rural da Zona da Leopoldina. O proprietário era referido pela população local como “o alemão” e logo a área ficou conhecida como Morro do Alemão. A ocupação no entanto, só começou em 1951, quando Leonard dividiu o terreno para vendê-lo em lotes. Ainda nos anos 1920, lá se instalou o Curtume Carioca e, na sequência, muitas famílias de operários também se instalaram nas imediações. A abertura da Avenida Brasil, em 1946 acabou por transformar a região no principal pólo industrial da cidade. O comércio e a indústria cresceram e diversificaram-se mas a ocupação desordenada dos morros adjacentes, que teve seu boom no primeiro governo de Leonel Brizola, acabou por dar lugar às favelas do Complexo do Alemão.

Ainda há poucas áreas de mata e alguns pontos de nascentes de rios que são usados como fonte de água pela população. Todavia, logo após a nascente, os rios já se tornam valões de esgoto. Boa parte da serra foi destruída devido às pedreiras, muito comuns na segunda metade do século XX. Hoje em dia tal empreendimento é proibido na região, considerada Área de Proteção Ambiental, embora subsistam algumas ilegamente.

A região concentra cerca de 40% dos crimes cometidos no Rio. Atualmente, está sendo alvo de um dos projetos do PAC, e de uma ação em parceria entre os governos federal e Governo do Estado do Rio de Janeiro, em que estão previstas a construção de uma enorme rede de transportes e de infra-estrutura em geral e de operações de retomada do poder público na região.

Composição

O Complexo do Alemão é composto pelas seguintes favelas

  • Morro da Baiana
  • Morro do Alemão
  • Alvorada
  • Matinha
  • Morro dos Mineiros
  • Nova Brasília
  • Pedra do Sapo
  • Palmeiras
  • Fazendinha
  • Grota
  • Morro da Chatuba
  • Caracol
  • Favelinha
  • Vila Cruzeiro
  • Caixa D’Água
  • Morro do Adeus

DADOS DEMOGRÁFICOS RELEVANTES

Pessoas Residentes

Total da População (2000 ):
65.026
Pessoas Residentes por sexo
Masculino (2000 ):
31.767
Feminino (2000 ):
33.259

Educação

Unidades escolares públicas municipais
Creches (2010 ):
0
Pré-escola (2010 ):
1
Ensino Fundamental (2010 ):
3
Total (2010 ):
3

Orlando Jogador

Uê

 

 

Orlando Jogador                                                                                                               Uê

A GUERRA PELO COMANDO DO TRÁFICO

Foi travada uma grande guerra no Morro do Alemão à época em que era dominado pelo traficante Orlando da Conceição, o Orlando Jogador. Este acabou sendo morto numa emboscada por um outro traficante, seu afilhado Ernaldo Pinto de Medeiros, o Uê. Nessa época o Complexo, o Comando Vermelho perdeu o controle da área durante alguns meses, para outra facção criminosa, o Terceiro Comando .

Posteriormente o Comando Vermelho recuperou o domínio sobre a maior parte do Complexo. Uma parte, entretanto, o Morro do Adeus, permaneceu nas mãos do Terceiro Comando. Mas em maio de 2007 foi tomado pelo ADA e atualmente voltou à esfera do Comando Vermelho.

Manchete sobre o assassinato de Tim Lopes, que ocorreu no morro da Vila Cruzeiro

A região é também conhecida por bailes funk na Chatuba e Grota, além do chamado Baile do Complexo Total. Nesses bailes predominam o funk, consumo de drogas e sexo, inclusive envolvendo exploração de menores. Foi justamente a realização de reportagens sobre este tipo de evento que resultou no assassinato do jornalista Tim Lopes, após ser capturado pelo grupo do traficante Elias Maluco.

 

Tim Lopes

A execução brutal de Tim Lopes teria sido uma vingança por sua reportagem “Feirão das Drogas”, exibida pela Rede Globo em agosto de 2001, na qual mostrou, através de uma câmera oculta, a venda livre de drogas no Complexo. A reportagem foi laureada com o Prêmio Esso de Jornalismo.

No dia 4 de dezembro de 2008, o presidente Lula visitou o Complexo do Alemão, em evento realizado num antigo depósito de gás abandonado, próximo às comunidades da Nova Brasília e Grota. Lá, sob forte esquema de segurança comandado pela Força Nacional, e acompanhado de diversos políticos, como Sérgio Cabral, Eduardo Paes, Edson Santos, Benedita da Silva e Tarso Genro, Lula lançou o Territórios da Paz, além de anunciar diversas outras obras de melhorias para a região.

Semanas depois, no dia 17 de dezembro, o local foi palco de uma ação social com a presença de uma equipe da Defensoria Pública do Rio de Janeiro, além de equipes de médicos e enfermeiros, animadores infantis e recreadores, pois a cerca de trezentos metros dali foi demolida uma antiga fábrica da POESI. Os moradores foram retirados de suas casas para evitar feridos caso alguma casa fosse atingida por resquícios da implosão. Houve algumas reclamações de truculência por parte da polícia quando esta foi retirar os últimos moradores que ainda não tinham deixado suas moradias.

Por volta de 13h30, o governador Sérgio Cabral, do alto de uma antiga pedreira próxima, onde passará uma linha do teleférico, acionou o botão que implodiu cinco dos nove galpões da antiga fábrica, onde será instalado um centro social. Os outros galpões serão reaproveitados pelas novas construções.

O COMPLEXO DO ALEMÃO EM 2010.

Em 25 de Novembro de 2010, o BOPE,com apoio da Marinha do Brasil, fez uma operação especial para tomar o controle da Vila Cruzeiro. Os traficantes fugiram para o Complexo do Alemão e, no dia 26 de Novembro, o BOPE, a Polícia Federal, a Polícia Civil, com o apoio da sua CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais) e as Forças Armadas se posicionaram nos arredores do Complexo do Alemão, buscando tirar o controle do tráfico nesta região, como foi feito na Vila Cruzeiro no dia anterior. Houve trocas de tiros no início da noite do dia 26.

A polícia apreendeu mais de 300 motos na favela do Cruzeiro, onde tambem foram encontradas munições e cerca de duas toneladas de maconha, além de cocaína e crack. O Complexo do Alemão ainda é o refugio dos grandes traficantes de favelas vizinhas tomadas pelas Unidades de Polícia Pacificadora, e consequentemente traficantes espremidos pela perda de território estão cometendo atos terroristas pela metrópole do Rio de Janeiro gerando desordem e pânico na população. Atitude fundamental para que a população tenha a esperança de poder viver dignamente, de acordo com a Constituição de 1988.

Em 28 de novembro de 2010, o BOPE e as forças armadas fizeram uma operação para a retomada do Complexo do Alemão. Os traficantes estão foragidos em meio a mata, devido a sua topografia desigual.

Nesta operação, o BOPE apreendeu cerca de dez toneladas de maconha, cocaína, crack e armas de grosso calibre, o que sera efetuado o balanço final somente no final da operação, a qual não acabou ate este momento.

No dia 27 de novembro, ao final da tarde, cerca de 31 traficantes se renderam à polícia. Segundo as últimas notícias, o Complexo do Alemão, está totalmente sob o controle da Polícia do RJ, do Exército e corpos auxiliares, como a Marinha. É bom ressaltar que os moradores ajudaram a polícia através do Disque-Denúncia, cujo telefone é o 2253-1177 ou da Policia Militar número 190.

Anúncios

Uma resposta to “O Dossiê Completo sobre o Complexo do Alemão”

  1. Doug said

    sou brasileiro e moro na frança ja faz 4 anos e gostei muito desta reportagem porque lendo isto fiko muito bem informado a respeito de tudo que se passa no Brasil foi muito bem detalhada com datas e tudo mais. parabens pra a pessoa que fez esta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: